Arbitragem

Salmo Valentim se reúne com Rogério Caboclo para reivindicação

Encontro também contou com a participação do presidente da CNA, Leonardo Gaciba

img

O Presidente da ANAF, Salmo Valentim, esteve reunido com o Presidente da CBF, Rogério Caboclo, no fim da semana passada, no Rio de Janeiro. O encontro terminou com o compromisso firmado pela CBF de atender mais uma reivindicação histórica da arbitragem nacional. Nos próximos dias, a entidade deve emitir uma circular em que recomenda a não utilização dos “árbitros de fora” nos Estaduais a partir de 2022. Neste caso, as federações teriam que escalar apenas profissionais dos seus respectivos quadros.

“Primeiramente, gostaria de agradecer ao Presidente Rogério Caboclo pela sensibilidade e atenção às causas da arbitragem. Não só agora, mas sempre. Sem dúvida, essa decisão é uma forma de valorizar os profissionais dos quadros de cada Estado e até mesmo de acabar com a pressão dos clubes sobre as federações para a troca de árbitros, principalmente nas retas finais dos campeonatos. É uma conquista não só para a arbitragem como para a estrutura do futebol”, avaliou o Presidente Salmo Valentim.

Na visão da ANAF, toda vez que as federações cedem a pressões externas de clubes ou terceiros para escalar “árbitros de fora”, os profissionais da casa são depreciados perante à opinião pública e o trabalho realizado pelas Comissões de Arbitragem nos Estados fica completamente comprometido. “Esse é um problema histórico no nosso futebol, principalmente nos Estados das regiões Norte e Nordeste. Precisamos combater e frustrar as tentativas dos clubes de transferir para a arbitragem as causas de seus insucessos dentro de campo. Isso tem passado dos limites”, disse o Presidente da ANAF.

Para Salmo, com a valorização dos quadros locais de árbitros, o maior beneficiário é o próprio futebol. “Com certeza, temos inúmeros talentos na arbitragem espalhados pelo País. Eles só precisam de oportunidades para mostrar os seus trabalhos. O que estamos reivindicando é exatamente isso: a chance para eles estarem em campo nos Estaduais e provarem do que são capazes. Certamente, os Estaduais vão revelar bons nomes para serem utilizados nas diversas divisões do Campeonato Brasileiro. O futebol nacional é quem mais ganha com isso”, finalizou.

Na reunião entre Salmo e Rogério Caboclo, também esteve presente o Presidente da CNA, Leonardo Gaciba. Os três, acompanhados por outros diretores da CBF, ainda fizeram uma visita ao prédio onde está sendo instalado o Centro de Excelência da Arbitragem Brasileira.

Outras Notícias

TODAS NOTÍCIAS

Galeria