Camp. Pernambucano A2
FPF recebe 29 representantes em Conselho Arbitral da Série A2

Representantes de 29 clubes interessados em disputar a próxima Série A2 estiveram presentes no Salão Nobre da Federação


16/06/2022 18h30
Por Nivaldo Machado / FPF-PE -
- Foto: Rafael Vieira/ FPF

Na tarde desta quinta-feira (16), o Salão Nobre da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) foi o palco do Conselho Arbitral da Série A2 do Campeonato Pernambucano. Ao todo, 29 clubes interessados em participar da competição marcaram presença.

As equipes que enviaram representantes foram: 1º de Maio, América, Araripina, Maguary, Cabense, Jaguar, Belo Jardim, Central, Centro Limoeirense, Chã Grande, Atlético, Torres, Porto, Ferroviário do Cabo, Flamengo de Arcoverde, Ipojuca, Olinda, Pesqueira, Petrolina, Santa Fé, Serra Talhada, Serrano, Decisão, Ypiranga, Timbaúba, Vitória, Barreiros, Vera Cruz e Sete de Setembro.

Para estimular as equipes na preparação para a disputa desta Série A2, a FPF antecipou a entrega de uma caixa de bolas a cada um dos clubes presentes no Conselho Arbitral. Além disso, a entidade máxima do futebol pernambucano se comprometeu em arcar com os custos referentes às arbitragens dos jogos e garantiu, também, gratuidade na inscrição de até 20 atletas por clube.

A reunião marcou a tomada de decisões importantes a respeito da disputa da próxima Série A2 do Campeonato Pernambucano. Na intenção de priorizar as disputas estaduais, sobretudo no tocante às datas no calendário, Evandro Carvalho, Presidente da FPF, levantou a proposta de ampliar, a partir de 2023, de 10 para 12 o número de participantes da Série A1 – o que vai fazer, a partir deste ano, o número de acessos da A2 subir de duas para quatro equipes. Para que os rebaixados da última Série A1, Vera Cruz e Sete de Setembro, não sejam prejudicados, eles serão incluídos na Série A2 deste ano. A proposta foi aceita em votação com os presentes.

Assim sendo, de 2023 em diante, a Série A1 do Campeonato Pernambucano será disputada por 12 clubes, após votação. Os quatro últimos colocados serão rebaixados para a Série A2 e poderão disputá-la no mesmo ano do descenso. Dando continuidade ao que já vai acontecer este ano, a divisão de acesso permanecerá garantindo quatro vagas para a elite estadual.

Tendo em vista a presença de um número ímpar de possíveis participantes na competição (29), foi sugerida a divisão deles em três grupos, potencializando ao máximo a regionalização das chaves – com uma do Sertão e duas contemplando as proximidades geográficas das equipes de Agreste, Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife. No entanto, a composição dos grupos só será definida no próximo Conselho Arbitral, marcado para 7 de julho. Neste sentido, foi definido que o próximo dia 4 de julho é o prazo-limite para que os clubes que manifestaram desejo de participar da A2 entreguem os ofícios de confirmação.

Com a previsão de pelo menos 20 datas, o início da divisão estadual de acesso está previsto para o dia 27 de agosto, devendo a competição acabar nos primeiros dias do mês de novembro. Evandro Carvalho revelou que existem negociações em andamento tanto para as transmissões da competição em uma emissora de TV aberta quanto para o anúncio de um patrocinador máster, condição que vem sendo tratada com casas de apostas esportivas.

Após o encerramento da reunião desta quinta-feira (16), foi partido o bolo que homenageou a FPF pelos seus 107 anos de história então completados. Também foram servidos outros comes e bebes aos presentes.

TAGS:

© 2022 Federação Pernambucana de Futebol